A nossa história

Em 1949, nos EUA, Earl Bakken e o seu cunhado, Palmer Hermundslie, fundaram a Medtronic, uma oficina de reparação de equipamento médico. Desde esse ano, a empresa foi crescendo até se tornar uma companhia multinacional que utiliza tecnologia para mudar o tratamento de doenças incapacitantes e crónicas.

O nosso primeiro dispositivo inovador – um pacemaker cardíaco transportável e carregado a pilhas – marcou o início do desenvolvimento de muitas outras terapias da Medtronic, que utilizam o know-how na área da estimulação eléctrica para melhorar a vida de milhões de pessoas.

Ao longo dos anos, desenvolvemos outras tecnologias, incluindo as terapias de radiofrequência, dispositivos mecânicos, aparelhos de administração de fármacos e biológicos, assim como ferramentas de diagnóstico. Actualmente, as nossas tecnologias servem para tratar mais de 30 doenças crónicas que atingem várias partes do corpo.

Início no fabrico de pacemakers

Quando criou a empresa, Earl Bakken era aluno finalista de engenharia electrónica na Universidade do Minnesota.

Fora da universidade, Earl Bakken reparava equipamento sensível de laboratório num hospital em Minneapolis. Rapidamente os profissionais de saúde começaram a solicitar-lhe não só para reparar o equipamento existente, mas também para conceber e criar novos dispositivos.

Em meados da década de 50, Earl Bakken conheceu o Dr. C. Walton Lillehei, um médico pioneiro na cirurgia de coração aberto da Escola de Medicina da Universidade de Minnesota. Dr. Lillehei e outros cirurgiões verificaram que cerca de 10% dos doentes submetidos a cirurgia cardíaca correctiva sofriam de bloqueio cardíaco. Embora os pacemakers externos existissem para regular o ritmo cardíaco, eram equipamentos volumosos, dependiam de eléctrodos externos e tinham de estar ligados a uma tomada, pelo que podiam desligar-se quando houvesse uma falha de energia.

Earl Bakken colaborou com o Dr. Lillehei e com os seus colegas no desenvolvimento de um pacemaker que funcionasse a pilhas e não fosse maior do que um livro de bolso. Foi um passo determinante no tratamento do bloqueio cardíaco e de outras condições cardíacas.

 O Dr. C. Walton Lillehei com uma criança que recebeu um dos primeiros pacemakers externos da Medtronic.

O Dr. C. Walton Lillehei com uma criança que recebeu um dos primeiros pacemakers externos da Medtronic.

Em 1960, a Medtronic produziu um pacemaker implantável e, em dois meses, já tinha encomendas para 50 dispositivos. No mesmo ano, a empresa alcançou outra meta: o co-fundador Earl Bakken redigiu a declaração de Missão da Medtronic. Mais de 40 anos depois, a Missão foi traduzida em várias línguas e continua a ser uma força inspiradora do trabalho diário na Medtronic.

Surgimento da filosofia do minimamente invasivo

Em meados da década de 60, a Medtronic introduziu o primeiro sistema de estimulação (pacing) transvenosa. Consistia em inserir polos de estimulação nas veias até ao coração sem abrir o tórax ou recorrer a anestesia geral.

Este método de administração serviu de inspiração para a criação de procedimentos menos invasivos semelhantes para outras terapias. Hoje em dia, muitos dos nossos produtos são introduzidos através das veias, incluindo as válvulas cardíacas, endopróteses e angioplastias de balão.

A aplicação da nossa tecnologia para além da cardiologia

A década de 60 marcou também a evolução da Medtronic como uma das empresas de tecnologia médica mais diversificadas em todo o Mundo. Alargámos os nossos conhecimentos em estimulação eléctrica para o tratamento de outras partes do corpo.

Criámos um pacemaker gastrointestinal e desenvolvemos vários projectos de investigação para o alívio da dor através da estimulação da medula espinal. Estes foram projectos exploratórios, mas importantes, porque constituíram os alicerces para o alargamento das nossas tecnologias.

Globalização

As décadas de 60 e 70 foram anos de grande crescimento internacional para a Medtronic. Nos anos 60, as vendas fora dos EUA representaram um terço das nossas receitas, com destaque para o mercado europeu que representava a maioria.

Com o objectivo de servir melhor o mercado, em 1967, a Medtronic abriu um centro de assistência no aeroporto de Schiphol, em Amesterdão. Seguiu-se a construção de grandes fábricas nos Países Baixos, Canadá, França e Porto Rico, e o crescimento nos mercados da América Latina e Japão.

Hoje a Medtronic tem mais de 250 fábricas, escritórios de vendas, centros de investigação, centros de formação e instalações administrativas, que servem clientes e doentes em 120 países.

Tratando outras patologias

Nas décadas de 70, 80 e 90, reforçámos os nossos meios para tratar ainda mais doenças crónicas. Lançámos um estimulador profundo do cérebro e um estimulador da medula espinal para o alívio da dor, um produto electroespinal utilizado para o tratamento da escoliose, uma válvula cardíaca mecânica, cardioversores desfibrilhadores implantáveis (CDI) e sistemas de administração de medicamentos.

Para além disso, adquirimos ainda cerca de uma dúzia de empresas de tecnologia médica, o que permitiu à Medtronic entrar em novos mercados, como é o caso das válvulas cardíacas orgânicas, equipamento cardiopulmonar, catéteres de angioplastia coronária, fusão espinal e diabetes.

Mudando a forma como o Mundo encara a doença crónica

Hoje, estamos a alterar a forma como o Mundo trata e encara as doenças crónicas. Graças a um pensamento arrojado e a diversas colaborações a nível mundial, estamos a alargar as fronteiras da tecnologia médica para ajudar as pessoas a viver melhor e por mais tempo, com menores custos para a sociedade.

Os nossos aparelhos de ritmo cardíaco mais recentes transmitem informação, de forma automática e sem fios, através de um sistema CareLink a partir de casa para um site seguro, acessível no gabinete do médico - facilitando o acompanhamento a longo prazo das condições dos doentes pelos médicos.

Os nossos aparelhos de ritmo cardíaco mais recentes transmitem informação, de forma automática e sem fios, através de um sistema CareLink a partir de casa para um site seguro, acessível no gabinete do médico - facilitando o acompanhamento a longo prazo das condições dos doentes pelos médicos.

Estamos a expandir a nossa oferta para ajudar os doentes a gerir a sua doença durante todo o período de cuidados: desde a prevenção e o diagnóstico até ao tratamento e gestão contínua. Para tal, estamos a integrar nos nossos aparelhos informação tecnológica e biológica com vista a alargar as suas funcionalidades.

Estamos ainda a trabalhar para reduzir a falta de acesso às terapias. Actualmente, a falta de seguros, de conhecimento e de recursos na saúde impedem milhões de pessoas em todo o Mundo de receber a ajuda de que necessitam. Através da educação, filantropia e influência política, estamos a trabalhar para tornar a tecnologia médica mais acessível.

Última actualização: 25 10 2010

Section Navigation

Additional information

Portugal